Funcionários do hospital de Poconé fazem greve

postado em: Notícias | 0

O hospital filantrópico de Poconé (Sociedade Beneficente Poconeana), a 104 km de Cuiabá, está com o atendimento comprometido desde junho deste ano. Apenas 30% dos funcionários estão trabalhando.

A situação está tão crítica que somente um médico está fazendo o atendimento aos quatro pacientes que estão internados nesta sexta-feira (02). Os outros profissionais da área já desistiram de trabalha no local por falta de pagamento de salários.

De acordo com a dirigente do sindicato de enfermagem de Poconé, Tania Rondon da Silva, os funcionários estão a três meses sem receber devido a ausência de repasses dos governos federal e estadual. “Muitos estão sem ter como comprar o que comer, não tem dinheiro para pagar as contas de casa”, desabafou.

Tania relata que o valor destinado todos os meses era de 191 mil reais e desde outubro do ano passado passou a ser reduzido. O que provocou vários problemas como falta de medicamentos, condições de trabalho e até alimentação para os doentes. Mas, pra ela, o hospital precisaria cerca de 390 mil reais para custear todos os gastos.

Dessa forma, dirigente explica que o repasse insuficiente fez com que o hospital não conseguisse honrar com as gastos e o nome acabou sendo incluído no SCPC/Serasa.

O Estado cobra a meta de realizar partos (cesárea ou normal) e mais cirurgias eletivas no hospital, só que sem as condições necessárias não é possível cumprir. Por causa do não cumprimento dessa meta, o governo estadual desde janeiro reduziu o valor transferido por mês.

Os pacientes que buscam atendimento no local estão sendo encaminhados para os Prontos Socorros de Cuiabá e Várzea Grande.

Outro lado

Até a publicação desta matéria não houve retorno da Secretaria Estadual de Saúde (SES) às nossas ligações.

 

Fonte: FolhaMax 02/12/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =