MPE notifica SES para evitar falhas em serviço no Hospital Regional

postado em: Notícias | 0

 

A Promotoria de Defesa de Cidadania e do Consumidor de Rondonópolis encaminhou uma notificação recomendatória ao secretário estadual de Saúde, Luiz Antonio Soares, solicitando que em um prazo de 10 dias sejam adotadas medidas legais para que não haja descontinuidade nos serviços de saúde prestados no Hospital Regional da cidade.

A promotora Joana Maria Bertoni Ninis informa na recomendação que já havia notificado a pasta para relatar sobre quais providências seriam tomadas, após o fim do contrato com a Sociedade Beneficente São Camilo, que administra a unidade hospitalar. No entanto, a SES não esclareceu quem será a nova administradora, se o próprio Estado o será e se adotou as medidas para não ocorrer descontinuidade nos serviços.

Além disso, a promotora havia solicitado à SES que formasse uma equipe de transição com o objetivo de evitar problemas com descontinuidade de serviços prestados, o que também não foi atendida.

Estrutura

O Hospital Regional de Rondonópolis foi fundado em 2002 e é administrado pela São Camilo desde 2011. São 118 leitos ativos, mais 20 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adulto. O hospital faz mais de mil atendimentos de urgência e emergência por mês e atende 19 municípios da região.

A unidade de saúde conta com 22 especialidades médicas. A Sociedade São Camilo informou que faz em média 525 cirurgias ao mês.

Outro lado

A reportagem do  entrou em contato com a SES, mas não obteve respostas sobre a situação.

Fonte: RDNews 04/04/2017 www.rdnews.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 4 =