Estado propõe tirar recursos de estradas para amenizar caos na Saúde

postado em: Notícias | 0

 

Os recursos do Fundo Estadual de Transportes e Habitação (Fethab) destinados aos municípios não serão utilizados para liquidar a situação junto ao setor, que está com cerca de R$ 160 milhões em repasses atrasados para servidores e empresas terceirizadas. A decisão aconteceu na reunião no Palácio Paiaguás, entre deputados, governo do estado e prefeitos, na manhã de hoje (30), para tratar de alternativas para sanar as dívidas do Executivo estadual na área da saúde, que, de acordo com o governador Pedro Taques (PSDB), está “sem dinheiro em caixa” para quitar essa dívida.

 

Da rodada de negociações, ficou determinado, segundo o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), que de imediato é necessário urgência nessa questão, e o único recurso disponível para isso é o Fethab. Mediante a dificuldade que os municípios vêm enfrentando, diante da crise financeira nacional, pontuou Botelho, a solução encontrada foi destinar uma parte dos recursos do Fethab, que seriam remetidos aos Poderes.

 

“Hoje à tarde teremos uma reunião com o Ministério Público para entrarmos num entendimento quanto a isso. Já sinalizaram favoráveis à situação, lógico que colocando um limite nas negociações. E isso iremos resolver mais tarde. A única certeza agora dessa reunião é que não mexeremos no Fethab do municípios”, afirmou.

 

Otimista, o presidente do Legislativo disse que a hora é de encontrar soluções e união de todos os segmentos para resolver a situação. Na reunião que aconteceu ontem (29), Botelho havia sido incisivo quanto a não sacrificar nenhum setor e destacou que, mesmo tendo compromissos, os poderes constituídos serão parceiros do governo nessa questão.

 

Fonte: FOLHAMAX

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 6 =