Deputado federal Fabio aceita direcionar R$ 80 milhões à saúde, mas a emenda não deve sustentar o setor

postado em: Notícias | 0

 

Deputado federal Fabio Garcia acredita que saúde de MT não pode ficar sendo bancada por emendas

 

O deputado federal Fabio Garcia (PSB) concorda que a emenda conjunta de R$ 80 milhões que seria destinada ao equipamento do novo Pronto-Socorro de Cuiabá seja remanejada para ajudar a pagar a dívida acumulada da saúde, que pode chegar a R$ 300 milhões. No entanto, condiciona o apoio à garantia de recursos para finalizar e equipar a unidade com inauguração prevista em 8 de abril de 2018.

 

A possibilidade foi debatida em reunião da bancada federal de Mato Grosso, que conta com três senadores e oito deputados federais, realizada na última terça (6). A demanda foi apresentada pelo deputado federal Nilson Leitão (PSDB) atendendo pedido do governador Pedro Taques (PSDB).

 

O assunto ainda precisa ser debatido com o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (PMDB). A reunião da bancada com o peemedebista deve acontecer na próxima semana.

 

Além da destinação da emenda conjunta, Fabio defende esforço conjunto entre Governo do Estado, bancada federal e outros Poderes para sanar a dívida milionária. “Colocando uma pedra no passado e possibilitando um novo recomeço à saúde”, pontuou o socialista, defendendo a necessidade de soluções estruturantes para o setor.

 

Fabio também ressalta que é contra custear saúde pública com emenda. Argumenta que a solução do custeio deve ser contínua e ininterrupta enquanto o recurso destinado pelos parlamentares é pontual.

 

“Quero participar da solução emergencial da saúde, mas especialmente quero trabalhar nas soluções estruturantes para a saúde pública de Mato Grosso”, completou.

 

Neste sentido, Fabio sustenta que precisa ter conhecimento profundo dos problemas e gargalos a serem vencidos e das possíveis soluções estruturantes. Por isso, diz que buscará todas as informações junto à secretaria estadual de Saúde (SES).

 

Além disso, ressalta que a bancada federal tem priorizado a saúde desde o início da legislatura. Uma das medidas foi ter contribuído na aprovação de lei obrigando que pelo menos 50% de todas as emendas parlamentares sejam destinadas ao setor.

 

“Ainda no ano passado, quando fui coordenador da bancada, destinamos, além das emendas individuais, mais R$ 156 milhões de emenda de bancada para a saúde de nosso Estado, sendo R$ 80 milhões para equipar o novo Pronto-Socorro de Cuiabá e R$ 76 milhões para reforma e equipamentos de unidades de saúde no Estado”, concluiu.

Fonte:RDNEWS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + 5 =