Ministros inauguram maternidade em MT

postado em: Notícias | 0

ministro-santacasa.jpg

A Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis inaugurou nesta sexta-feira (27.07) a nova maternidade do hospital com a presença dos ministros da Saúde, Ricardo Barros, e da Agricultura, Blairo Maggi. O secretário-chefe da Casa Civil, José Adolpho Vieira representou o governador Pedro Taques. A nova unidade integra a “Rede Cegonha”, um programa do governo federal que oferece um atendimento especializado às mulheres grávidas.

O ministro da Saúde destacou que a construção da maternidade é o resultado do trabalho da bancada federal que, por meio de emendas parlamentares, viabilizou recursos para a conclusão da obra junto com investimentos do Ministério da Saúde. Ao todo foram investidos cerca de R$ 1,6 milhão na maternidade, que possui um centro cirúrgico com três salas para cesariana, um centro de parto normal e alas para internações e tratamento clínico.

O esforço dos parlamentares de Mato Grosso na destinação de emendas para as obras da Santa Casa também foi enfatizado pelo ministro da Agricultura. Blairo Maggi ressaltou o trabalho desenvolvido pelo ministro Ricardo Barros, que tem administrado prioridades com poucos recursos. ”Sabemos que os recursos disponíveis para o Estado, para os municípios e também para a União são insuficientes à frente da grande demanda da saúde. É preciso administrar o pouco que se tem até chegar à ponta”, afirmou.

O secretário da Casa Civil transmitiu ao ministro da Saúde o agradecimento do governador Pedro Taques pela conclusão da nova maternidade. “É uma importante obra que irá beneficiar as famílias, além de assegurar um futuro melhor para a nova geração que está chegando”. José Adolpho também destacou o trabalho que o ministro Blairo Maggi realiza a favor do desenvolvimento de Mato Grosso.

“A bancada federal também neste momento de crise se uniu ao governador Pedro Taques e, juntos, foi possível recuperar emendas que de R$ 82 milhões passaram para R$ 154 milhões. Vamos trabalhar junto com a bancada para transformar o recurso extra como aporte para a saúde do Estado. É importante salientar que este trabalho é a vontade de todos os parlamentares de Mato Grosso”, concluiu o secretário da Casa Civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 5 =