Governo conclui nesta quinta repasse de R$ 16 milhões para saúde

postado em: Notícias | 0

 

 

O governo do Estado espera concluir hoje repasse de R$ 16 milhões para a área da Saúde, em Mato Grosso. A liberação foi anunciada na última terça-feira (21) e é destinada ao pagamento do serviço de unidades de tratamento intensivo (UTIs), para o atendimento de home care de quatro municipais e oito hospitais regionais.

Segundo informações da Ses/MT, do total são R$ 8 milhões para UTIs, referentes ao mês de agosto/2017; outro R$ 1,8 milhão para home care executados em Cuiabá, Rondonópolis, Tangará da Serra e em Juína (mês de junho de 2017); e para R$ 6,2 mi para os oito hospitais regionais (mês de setembro 2017).

O órgão estadual esclareceu ainda que a verba referente às UTIs é repassada do Fundo Estadual de Saúde para o Fundo municipal de Saúde de Cuiabá, sendo que o pagamento para os hospitais que prestam o serviço é realizado pela prefeitura da capital.

“A Ses/MT não tem o controle de quanto à prefeitura pagou para cada hospital que é contratado diretamente pelo município. A prefeitura de Cuiabá, por sua vez, não faz nenhuma prestação de contas para a secretaria de Estado de Saúde relativo aos pagamentos para os hospitais contratualizados”, afirmou a secretária adjunta de Administração Sistêmica, Florinda Lafaete.

No último dia 08 deste mês, o governo anunciou um aporte emergencial de R$ 50 milhões para a saúde, no Estado. Os recursos seriam utilizados prioritariamente para o pagamento de UTIs, atenção básica nos 141 municípios, hospitais filantrópicos (uma parcela) e alta complexidade.

Já em outubro passado, havia sido liberado o pagamento da 1ª parcela, de R$ 2,5 milhões, da ajuda voluntária destinada aos hospitais filantrópicos de Cuiabá (Santa Casa, Santa Helena, Hospital Geral e do Câncer) e de Rondonópolis. Há meses, as unidades destas unidades estão com o atendimento comprometidos devido as dificuldades financeiras.

Mas, a crise financeira na área da saúde tem se espalhado por todo o Estado, atingindo unidades como o Hospital filantrópico Vale do Guaporé, em Pontes e Lacerda (440 quilômetros, a oeste de Cuiabá), que chegou a paralisar os atendimentos alegando falta de repasse de verbas por parte do Estado. O hospital atende 10 municípios que compõem a região, compreendendo cerca de 150 mil habitantes.

Afetou ainda a Santa Casa de Rondonópolis, que anunciou suspensão das internações na UTI pediátrica da unidade, a única equipada para o atendimento na especialidade no município, e hospitais regionais, como o de Sinop, Sorriso e Colíder.

 

FONTE: FOLHAMAX

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + quatro =