Sob ameaça de corte de home care, Estado faz pagamento de parte de dívida

postado em: Notícias | 0

maxi russi_governador pedro taques

Chefe da Casa Civil Maxi Russi ao lado do governador Taques anuncia que pagará R$ 2 mi

Governo anuncia que pagará na terça (5) R$ 2 milhões para o pagamento da parte de dívida com Home Care. O valor será retirado do montante do repasse da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A liberação de R$ 110 milhões referentes a uma dívida que a Conab tem com Mato Grosso. O dinheiro deve entrar na conta do Estado, segundo o secretário da Casa Civil, Max Russi, na segunda (4).

Ele destaca que tiveram muita dificuldade neste ano, mas que esse valor irá melhorar o caixa. “Gastamos cerca de R$ 2 milhões por mês com home care em todo o Estado, então pagaremos dois meses. E assim que chegar a emenda de bancada, pois o governador Pedro Taques esteve conversando com o ministro da Saúde, que garantiu que até dia 15 deste mês o recurso estará liberado para que assim possamos zerar o passivo e ter um ano financeiro sem atraso em 2018”, disse.

De acordo com o governo, 133 pessoas recebem o atendimento de home care no Estado. A empresa contratada pelo governo atende 51 pacientes e vem alegando atrasos desde o início deste ano. Em maio, a Help Vida chegou a interromper por 48h os serviços prestados por falta de pagamento. A dívida acumulada desde janeiro ultrapassa os R$ 3,5 milhões.

Com os recursos da Conab, FEX e emendas o governo espera receber cerca de R$ 600 milhões, que, conforme Max, é o recurso que está faltando no caixa do governo. “É por isso que nós estamos com dificuldade nos pagamentos, e com esse recurso vamos concluir o ano bem e começar um 2018 com a PEC aprovada e muito melhor na questão financeira”, afirma.

Ele destaca ainda que com todo esse montante é possível dizer que toda a dívida com a saúde pode ser quitada. Questionado se há possibilidade desses atrasos continuarem no ano que vem, o secretário diz que com menos intensidade. “Nós tivemos em novembro o pior mês financeiro do Estado. Recebendo a emenda da bancada, porque ela já foi destinada, e vamos quitar e zerar o passivo da saúde de 2017. E com a FEX vamos começar o ano bem melhor.”

Fonte: RDNEWS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + nove =