Saúde recebe só R$ 20 milhões para investimentos

postado em: Notícias | 0

Maioria de recursos aplicados no setor é destinada para salários e custeio

ALINE ALMEIDA
Diário de Cuiabá

utis.jpg

O Portal “Mira Cidadão”, que mostra onde os recursos estão sendo aplicados no Estado, aponta que na área da saúde somente 1,7% dos recursos foram para investimentos em aparelhos, construções de hospitais e outros. Em comparação com o ano passado, os recursos destinados para este fim caíram pela metade. Em 2016 foram R$ 41 milhões em investimentos (2,8% do total) e neste ano são R$ 20 milhões.

Ao todo, o montante destinado para esta área já soma R$ 1,2 bilhão, no ano anterior era de R$ 1,4 bilhão. Em 2017, segundo o Mira Cidadão, R$ 500 milhões, 41,3% dos recursos, foram aplicados em pessoal. Já o custeio supera R$ 689 milhões, 57% dos recursos para a área.

Neste ano, o portal mostra que os maiores investimentos foram feitos em março, com R$ 4 milhões aplicados. Já o mês que mais apresentou custeio foi maio, com R$ 109 milhões, sendo também o mês com maior despesa de pessoal, R$ 46 milhões. A pasta possui em seu quadro 5559 servidores sendo 469 ocupantes de cargos comissionados. Atuando principalmente no Ordenação Regionalizada da Rede de Atenção e Sistema de Vigilância em Saúde e Reordenação da Gestão Estratégica e Participativa do SUS, seu maior volume de despesa se concentra em Transferência para as organizações sociais na gestão de órgãos do estado e Transferências Contribuições Fundo a Fundo – Urgência e Emergência.

Outra área que também o gasto com pessoal representa praticamente toda a receita é a educação. Com recursos na ordem de R$ 2,1 bilhões, tem 85,9% do total, referente a R$ 1,8 bilhões, destinados para gasto com pessoal neste ano. O custeio que fica com a parcela de 12,8% do total de recursos corresponde a R$ 265 milhões. Os investimentos ficam em 2,1% do total, ou seja, R$ 31 milhões.

Em 2016 os recursos na área da educação também ficaram no montante de R$ 2,1 bilhões. Destes, R$ 1,7 bilhão foi gasto com pessoal, 83,6%. Já o custeio, responsável por R$ 13,8% do total, alcançou R$ 295 milhões. Os investimentos, que ficaram em 2,3% ultrapassaram R$ 49 milhões.

A ferramenta Mira Cidadão permite que o cidadão possa conhecer o quanto já foi pago por uma obra, quanto está sendo investido em saúde, onde o dinheiro está sendo aplicado. Desenvolvido pelo próprio governo, o portal traz informações em tempo real. Com a nova ferramenta – que funciona tipo Google – o cidadão pode conhecer o dinheiro aplicado na área da saúde, educação, segurança e as despesas públicas. O cidadão pode conhecer o tipo de despesa. Ao pesquisar combustível, por exemplo, ele pode ter acesso às empresas, as despesas.

FONTE: FOLHAMAX

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × dois =