Em reunião tensa, Abílio assume comando da CPI da Saúde; Saad fica com a relatoria

postado em: Notícias | 0

Abilio Junior

Abílio irá presidir CPI da Saúde; demais membros foram definidos no Colégio de Líderes

O vereador Abílio Júnior (PSC) assumiu a presidência da CPI da Saúde da Câmara de Cuiabá. A relatoria ficou sob a responsabilidade de Ricardo Saad (PSDB) enquanto o Doutor Xavier (PTC) foi nomeado membro da comissão.

A CPI da Saúde foi instalada e os membros definidos em reunião do Colégio de Líderes realizada na manhã desta segunda (18). Integrantes da base do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) tentaram manobra para impedir a instalação, provocando tensão, mas a situação acabou contornada pelo presidente da Câmara Justino Malheiros (PV).

A CPI da Saúde tem três eixos de investigação. São eles, falta de medicamentos nas unidades municipais de saúde e eventual crise provocada para viabilizar a realização de contratações emergenciais; gestão temerária e possível ingerência política na gestão da Secretaria Municipal de Saúde e; descumprimento da lei e acordo judicial sobre a remuneração dos profissionais de enfermagem contratados sem vínculo efetivo.

Ao , Abílio afirmou que a CPI iniciará os trabalhos a partir desta terça (19). A reunião para definição dos primeiros encaminhamentos será realizada logo após a sessão ordinária.

“Vamos iniciar as investigações pensando em contribuir para superar o caos que atinge a saúde em Cuiabá. As resistências foram contornadas no Colégio de Líderes e acredito que não teremos problemas para desenvolver nosso trabalho já que o próprio prefeito declarou que apóia a CPI da Saúde”, pontua o parlamentar.

Na semana passada, Emanuel divulgou nota em apoio a CPI da Saúde. Afirmou que a iniciativa dos vereadores vai “colocar o dedo na ferida” da saúde na Capital e ajudar na solução dos problemas que são enfrentados pela gestão.

Assinaturas

O requerimento da CPI da Saúde conta com nove assinaturas. Além de Abílio, Saad e Xavir, subscreveram o documento os vereadores Toninho de Souza (PSD), Felipe Wellaton (PV), Gilberto Figueiredo (PSB), Marcelo Bussiki (PSB), Diego Guimarães (PP) e Dilemário Alencar (Pros).

A decisão de requer a CPI da Saúde foi tomada por Abílio após incidente na secretaria municipal de Saúde. A PM foi acionada para retirá-lo do local durante fiscalização em que buscava acesso a documentos da pasta.

FONTE: RDNEWS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − catorze =