Cuiabá e TJ terão projeto para dependentes químicos

postado em: Notícias | 0

emanuel-machado.jpg

O prefeito Emanuel Pinheiro recebeu na última sexta-feira (09) a visita do desembargador Marcos Machado em seu gabinete no novo Pronto Socorro de Cuiabá que falou sobre a 2ª etapa do projeto piloto de usuários e dependentes químicos em conflito com a lei no Centro de Recuperação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT). Segundo Marcos Machado agora será a fase da capacitação dos médicos e enfermeiros que trabalham nessa Unidade.

O projeto é executado em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e visa a recuperação de pessoas processadas por porte ilegal de substâncias entorpecentes (Art.28 da Lei nº 11.343/2006) mediante tratamento médico de ativação neurotransmissores cerebrais que inibem a vontade de consumir drogas. “O Tribunal teve uma sensibilidade com usuários e dependentes químicos que buscam um tratamento eficaz e percebeu a importância de dar efetividade às decisões do Juizado Especial Criminal”, ponderou o desembargador Machado.

Emanuel Pinheiro disse que é meta da Prefeitura transformar o projeto em um grande programa, sendo referência para os demais estados da Federação. “Esse é um excelente projeto que vem ao encontro das nossas diretrizes de trabalho que é o de sempre atender aos mais carentes, menos favorecidos, aqueles que mais necessitam da ajuda por parte da Prefeitura. Infelizmente é uma realidade que está se tornando mais intensa. Mais e mais pessoas estão entrando no mundo das drogas. Temos como dever oferecer esses serviços de recuperação a fim de devolver a autoestima dessas pessoas e voltarem ao convívio social”, declarou o Pinheiro.

Os usuários e dependentes atendidos pelo projeto são selecionados por uma triagem junto à equipe multidisciplinar do Juizado Especial Criminal Unificado da Capital (Jecrim).

Na oportunidade o Prefeito apresentou as dependências do novo Pronto Socorro Municipal que já estão com as obras em andamento e execução bem avançadas. Machado parabenizou a iniciativa da Prefeitura dizendo que Cuiabá precisa ter um espaço como esse para atender a população que utiliza dos serviços ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Estou encantado com o que pude ver. É uma estrutura de primeira. Terá de tudo um pouco que um usuário precise em casos de urgência e emergência, com leitos de UTI, salas de atendimento, recuperação, entre outras”, comentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 2 =