Funcionários do Hospital Santo Antônio anunciam greve

postado em: Notícias | 0

Com os salários de dezembro, janeiro e o 13º atrasados, funcionários dão prazo até o dia 15

Se até a próxima sexta-feira, dia 15 de fevereiro, a direção do Hospital Santo Antônio não regularizar o pagamento dos salários atrasados, os enfermeiros da unidade vão entrar em greve. O anúncio formal foi publicado no diário oficial de hoje, sexta-feira (8), pelo Sinpen/MT (Sindicato dos Profissionais de Enfermagem do Estado de Mato Grosso). O documento assinado pelo presidente Dejamir Soares foi remetido ao presidente do Hospital e também à secretaria estadual de saúde.
No comunicado, o sindicato afirma que o Hospital não cumpriu com os termos estabelecidos na convenção coletiva de trabalho. O acordo previa que os enfermeiros recebessem mensalmente uma cesta básica, compondo assim a remuneração. No entanto, as cestas básicas de dezembro e janeiro não foram pagas.
O maior problema, no entanto, são os atrasos salariais. Conforme o sindicato da categoria, os salários de dezembro e janeiro, além do décimo terceiro salário, não foram pagos. Por isso, o comunicado de greve estabelece como prazo final o dia 15 de fevereiro para que a situação seja regularizada.
Do contrário, a categoria deflagrará, imediatamente, greve. O sindicato já se antecipou dizendo que a paralisação cumprirá as normas da legislação vigente. Ou seja, durante a greve os enfermeiros manterão 30% dos atendimentos nos chamados “setores abertos” e 50% no trabalho interno.
Para que a greve não seja instalada, o hospital precisa pagar os atrasados.
De acordo com o hospital, a folha de pagamento está atrasada por conta da falta de repasses por parte do Governo do Estado através da Secretaria de Estado de Saúde, relacionados aos atendimentos realizados pelo SUS na unidade.
Fundado em 1991, o Hospital Santo Antônio de Sinop é administrado por uma fundação, operando parcialmente de forma filantropia – com atendimentos SUS – e também de forma privada, através de planos de saúde e particular. O principal serviço SUS coberto pelo hospital é a obstetrícia. A unidade é a única a realizar partos pelo SUS no município.

 

FONTE; GC NOTÍCIAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + seis =