Justiça suspende exonerações

postado em: Notícias | 0

A Prefeitura de Cuiabá terá que restituir os cargos a servidores da saúde exonerados por supostamente esconder equipamentos de proteção individual (EPI) para evitar trabalhar. 

A Justiça entendeu que não foi comprovado o envolvimento de oito profissionais, lotados antigo hospital pronto-socorro. A decisão é da juíza Célia Regina Vidotti, da Vara de Ação Pública e Popular, que acatou o argumento do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem (Sinpen). 

A suposta descoberta de EPIs escondidos ocorreu em junho deste ano, durante vistoria da Secretaria de Saúde de Cuiabá. Na época, 12 pessoas apontadas como envolvidas no caso foram ou realocadas ou exoneradas. 

Na sua decisão de 31 de agosto, a juíza Célia Vidotti mandou recontratar os demitidos e encaminhar a lotação dos transferidos para o antigo-pronto socorro. Outros, que trabalhavam sem contrato firmado, não entram na decisão.

FONTE: O LIVRE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 1 =