Mendes: “Se houver piora no cenário, terão mais restrições em MT”

postado em: Galeria de Fotos, Notícias | 0

Governador prorrogou decreto com medidas restritivas até dia 4 de abril por conta da 2ª onda da Covid

O governador Mauro Mendes (DEM) não descartou a possibilidade de prorrogar ou até endurecer as medidas restritivas impostas para conter o avanço da Covid-19 em Mato Grosso.

Na última terça-feira (16), Mendes prorrogou a validade do decreto que impõe, entre outras medidas, o toque de recolher de 5h às 21h até o dia 4 de abril.

“Neste período, se tivermos um agravamento e uma piora no cenário da Saúde do Estado, poderemos rever [o decreto] e mais restrições poderão ser dadas. Queira Deus que isso não aconteça. Estamos trabalhando para que isso não aconteça”, afirmou o governador em coletiva à imprensa.

 

De acordo com ele, a ampliação do decreto se fez necessária pois o Estado ainda registra um alto índice de contaminação e de ocupação de UTIs no Estado. Atualmente, há 80 pessoas na fila de espera por um leito de UTI..

 

“Não temos até o presente momento nenhuma mudança no cenário epidemiológico positivamente para que possamos diminuir aquilo que estabelecemos há 15 dias. O Estado de Mato Grosso está, hoje, com uma forte pressão no seu sistema de saúde”, afirmou.

“Temos pessoas na fila de UTI, tem um grande número de contaminação. Não foi possível, ainda, perceber uma redução sensível e ela não ocorre nos primeiros dias”, emendou.

 

Apelo

Mendes fez um apelo para que o mato-grossenses obedeçam as medidas restritivas e que se atentem ao protocolo de biossegurança, como distanciamento social e o uso de máscaras faciais para barrar a proliferação do vírus.

“Precisamos que as pessoas colaborem mais, contribuam mais, para que no dia 4 de abril tenhamos condições de refluir”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =