Enfermeiros exigem piso e jornada de trabalho

postado em: Galeria de Fotos, Notícias | 0
A estreia da Copa América em Cuiabá (MT) foi marcada por protestos do lado de fora da Arena Pantanal, que recebe a partida entre Colômbia e Equador. Colombianos demonstraram descontentamento com as ações do Governo do país e a suposta postura omissa dos jogadores da seleção em relação ao assunto, enquanto enfermeiros brasileiros fizeram reivindicações. As manifestações se concentraram em frente ao portão 6, onde as delegações e a imprensa ingressavam no estádio. No momento em que o UOL Esporte esteve no local, 13 colombianos se faziam presentes, dentre eles o tatuador Arnold Riveros e sua esposa Julieth Gomez, que levaram os seguintes cartazes: “Distantes, mas não indiferentes”.
Enfermeiros exigem piso e jornada de trabalho
A poucos metros dos colombianos estava um grupo de 30 enfermeiros mato-grossenses que faziam exigências para um piso salarial à categoria e uma jornada de trabalho de 30 horas. Além da manifestação, eles recolhiam assinaturas para um abaixo-assinado.
“Nós somos a enfermagem mato-grossense e do Brasil, que reivindica o piso salarial e a nossa carga horária. Estamos aqui como soldados da enfermagem e das nossas categorias e queremos dizer para o presidente do Senado, senhor Rodrigo Pacheco, que disse que a nossa PL não é palatável… Nós queremos demonstrar aqui hoje, de forma confiante, segura e sem aglomeração, que ele vai ter que nos ouvir”, declarou o enfermeiro e mestre Daniel Alves de Oliveira
FONTE UOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − seis =