DECISÃO DO TJMT

postado em: Galeria de Fotos, Notícias | 0

Emanuel diz que cumprirá decisão, mas alega que exoneração imediata de temporários pode causar colapso na saúde

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou nesta terça-feira (22) que a decisão tomada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) de exonerar servidores contratados de forma temporária pode provocar um colapso no sistema de saúde do município.

Conforme revelado pela reportagem do Olhar Direto nesta terça-feira (22), o desembargador Luiz Ferreira da Silva determinou que cerca de 3.400 servidores temporários sejam exonerados. Segundo o desembargador, a prefeitura realizou um processo seletivo para 4 mil vagas, mas não chamou todos os selecionados e participantes do certame.

O prefeito Emanuel Pinheiro afirmou que mesmo com a possibilidade de colapso cumprirá a decisão judicial, mas pediu que o TJMT reavalie a necessidade de exoneração urgente para impedir que os usuários do sistema de saúde sofram com a ausência de profissionais na rede pública.

“Eu tenho que obedecer a lei e é nesse excedente que vem a decisão judicial para exonerar e nós estamos mostrando que a exoneração imediata pode causar um colapso no sistema de saúde, até porque já estamos agilizando outro processo seletivo, tenho certeza que tanto o Ministério Público quanto o desembargador querem o melhor possível para Cuiabá”, afirmou Pinheiro.

Emanuel afirmou que ofereceu 4 mil vagas no processo seletivo, mas apenas 1600 candidatos foram aprovados. A decisão do TJMT é para exonerar o excedente que não foi convocado no concurso.

“Decisão judicial não se discute, se cumpre, nós já estamos preparando outro processo seletivo para quase 4 mil vagas, infelizmente apenas 1600 foram aprovados, isso não depende de nós, eu quero gerar emprego para todo mundo e garantir saúde pública funcionando”, completou o prefeito.

Confira abaixo o vídeo feito pelo diretor Dejamir Soares, onde ela comenta sobre essa decisão do TJMT:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + quinze =